Home / Destaques / Brasil vai sediar a maior feira de vinhos do mundo

Brasil vai sediar a maior feira de vinhos do mundo

Evento está previsto para acontecer em outubro deste ano, em São Paulo (Foto: Divulgação)

O Brasil deverá sediar, entre os dias 20 e 23 de outubro deste ano, a maior feira de vinhos do mundo: a ProWein. O evento vai se possível após a Messe Düsseldorf, empresa que organiza a mais importante feira de negócios de vinho da atualidade, se tornar sócia majoritária da ProWine São Paulo, que e trará sua expertise para o evento que acontecerá no Transamerica Expo Hall. O valor deste investimento não é revelado.

Havia uma expectativa de que a ProWein desembarcasse no Brasil. Primeiro, os alemães chegaram a estudar a compra da Expovinis, feira que chegou a ser a maior do setor na América Latina, e foi descontinuada em 2017. Desistiram na época, alegando que iriam focar no mercado asiático.

Mas ficaram de olho no Brasil. Em 2019, a Emme Brasil, empresa que representa a Messe Düsseldorf por aqui, e o grupo Inner, especializado em publicações de vinho, se uniram para organizar a Provino, que foi realizada em outubro, em São Paulo.

Para a organização da feira, contaram com o apoio da Messe Düsseldorf, na expertise de agendar reuniões entre produtores e compradores, organizar os espaços e, principalmente, garantir um evento profissional, o conhecido B2B, sem a presença de consumidores interessados apenas em provar uma taça de vinho de estande em estande.

Bastian Mingers, diretor global da ProWein Trade Fair, e Géraldine Leverd, diretora para a América do Sul da feira, vieram observar a Provino de perto. Viram um evento pequeno, com área de 1.100 metros quadrados, e 2.600 visitantes, observaram a organização, as palestras e conversaram com os expositores. Na saída, se declararam satisfeitos com o que viram, mesmo com a primeira edição do evento sendo deficitária.

Ainda no final do ano, os alemães decidiram que iriam entrar no negócio brasileiro. Neste começo de 2020, a equipe comercial da Messe já está em campo, vendendo os espaços da agora batizada ProWine.

‘Hub’ para a América Latina

E o tamanho da feira já mudou: a área de exposição passou de 1.100 m2 para 4.300 m2, e a previsão são cerca de 200 expositores de 20 países. O número de visitantes deve saltar de 2.600 para 5.000 pessoas.

A ideia é transformar a feira brasileira em um “hub” para a América Latina, do México ao Chile. Ao mesmo tempo que decidiu apostar no Brasil, a Messe Düsseldorf reorganizou seus negócios na Ásia.

A partir deste ano, acontecem a ProWine Singapore, em abril, com previsão de 300 expositores, de 20 países; a ProWine Hong Kong, em maio, também com mais de 300 expositores de mais de 20 países. A ProWine Shanghai (antiga ProWein China) acontecerá em novembro, com mais de 820 expositores, de 36 países e previsão de 20 mil visitantes.

As quatro feiras de vinho ampliam a força da ProWein, que chega a sua 27a. edição nos dias 15 a 17 de março. E traz números grandiosos, como os 6.900 expositores (há uma lista de espera para novos participantes), de 64 países, e mais de 60 mil visitantes, na cidade alemã de Düsseldorf.

A feira alemã, que começou pequena em 1995, com 320 expositores e 1.500 visitantes, soube apostar em um nicho promissor. É um evento extremamente profissional, voltada ao mundo dos negócios e dos relacionamentos, com um sistema eficiente para reuniões entre compradores e vendedores, uma boa grade de palestras, e visitantes qualificados. Com esta receita, conquistou seu espaço no mundo do vinho e ele não é pequeno.

 

Com informações do site Neofeed

Sobre o portal gastromundo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*