Últimas
Home / Destaques / Salinas, a pérola amazônica no meio do Atlântico

Salinas, a pérola amazônica no meio do Atlântico

             Praia do Atalaia é mais badalada de Salinas, no verão (Foto: Gastromundo)

No meio da Amazônia brasileira existe um paraíso marítimo chamado Salinópolis ou simplesmente Salinas. Localizada a 220 quilômetros de Belém, no Pará, o município de Salinas – com pouco mais de 40 mil habitantes – se revela uma cidade pacata, típica do interior, onde vizinhos ainda costumam se reunir na frente de suas casas para conversar e observar o luar noturno.

Mas, na temporada de verão, que se inicia em julho e se estende até fevereiro do ano seguinte, essa cidadezinha se transforma e dá lugar a uma “pérola” do Atlântico.

Se engana quem chega na cidade e a vê pequena. Salinas é dotada de toda uma infraestrutura, com hotéis, pousadas, resorts, restaurantes, supermercados, condomínios residenciais e quilômetros e quilômetros de extensão de praias e inúmeros espaços para extravasar a sede de mar, praia, sol e bronzeado.

Mas, vá preparado. A cidade não dispõe de nenhum caixa eletrônico 24 horas e, as únicas agências bancárias da cidade (Bradesco, Banpará e Banco do Brasil) correm o risco de não ter dinheiro em seus caixas nos finais de semana, por exemplo. A sorte é que os estabelecimentos comerciais e de recreação aceitam pagamento com cartão de débito.

A quatro horas de Belém, o turista pode acessar a cidade por meio de carro particular, ônibus de linha ou serviço de vans, a partir do terminal rodoviário da capital paraense por meio das rodovias BR-316, PA-324 e PA-124.

         São mais de 20 quilômetros de praia entre Atalaia e Farol Velho (Foto: Gastromundo)

Com sol ‘caliente’ e um vento para cada turista, a principal parada é sempre a badalada praia do Atalaia, onde-se pode desfrutar de todo um serviço de bar e restaurante e, com um ingrediente a mais: os carros podem circular na praia e ficar ao lado dos toldos. Mas cuidado: a maré desce muito rápido, gerando uma praia muito extensa, mas também sobe muito rápido, correndo o risco de deixar carros encalhados.

Próxima de Atalaia, há o Lago da Coca-Cola (o nome se dá por conta da água que é muito escura), em que o lago é circundado por dunas de areia finíssima e convidativa à aventuras e brincadeiras de crianças.

             A praia do Atalaia é ótima para as crianças, pela manhã (Foto: Gastromundo)

Para quem gosta de explorar o turismo que a cidade oferece há ainda diversas praias, como a do Farol Velho, a Orla do Maçarico e Corvinas, além da Vila de Cuiarana e a fonte de água mineral de Caranã.

Iguarias regionais

Também não se pode deixar de conhecer o mercado municipal do Porto Grande, em Salinas. Lá, o turista e, mesmos os moradores, têm à sua mão diversas opções de mariscos, frutos do mar, como lagostas, camarões, mexilhões, siris e, peixes marinhos, como a pescada branca, que pode ser encontrada de até 10kg e, peixes pequenos, como linguados e arenques.

Para quem quer incrementar um cardápio com ingredientes tipicamente regional, no mercado há uma oferta variada de tucupi, jambu, hortaliças regionais e beijus de mandioca. Os preços se encaixam em todos os bolsos.

Aproveitem esse pequeno paraíso amazônico.

Texto e edição: Valéria Costa

Sobre o portal gastromundo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*